Transesterificação

De óleo virgem a combustível de tecnologia avançada


A estrutura molecular dos óleos virgens impede o seu uso em motores convencionais de combustão a diesel. Os óleos vegetais — assim como as gorduras animais — consistem de triglicerídeos, ou seja, um éster de gricerol trivalente com três ácidos graxos cada.


A substituição do glicerol pelo metanol transforma o óleo em um combustível com excelentes propriedades: o biodiesel.
Basta uma simples reação química chamada transesterificação com metanol e uma pequena quantidade de catalisador alcalino. Os catalisadores mais eficazes para isso são o metilato de sódio solução 30% em metanol (NM 30) e o metilato de potássio solução 32% em metanol (KM 32), produzidos pela Evonik.
Além do biodiesel, o produto principal, a transesterificação também produz o glicerina como co-produto. 

Requisitos das matérias-primas

Óleos (triglicerídeos)
máx. 1% Ácidos Graxos Livres com o uso de NM 30, de preferência 0,1%
 
máx. 3% Ácidos Graxos Livres com o uso de KM 32 ou > 1%
 
máx. 0,3% de água, de preferência 0,1%
Metanol
0,1% de água